Category: letra J


Johnny Cash

Cantor e compositor estadunidense de música popular nascido em Kingsland, Arkansas, com uma carreira que durou quase cinco décadas, para muitos fãs a personificação do country. Conhecido por seus fãs como O Homem de Preto, era filho de um trabalhador rural pobre e alcoóolatra, que se mudou com sua família para uma fazenda em Dyess, Arkansas, onde com apenas cinco anos de idade, começou a trabalhar na colheita de algodão. Começou a tocar violão e a compor ainda jovem e entrou para a Força Aérea Americana e serviu na Alemanha. Deixou a carreira militar e casou-se (1954) com Vivian Liberto, com quem teria 4 filhas e se divorciaria no início da década seguinte. Mudou-se (1954) para Memphis, Tennesse, onde inicialmente trabalhou como vendedor e, durante a noite, tocava com o guitarrista Luther Perkins e o baixista Marshall Grant, cantando músicas gospel. Descoberto por um produtor da Sun, Jack Clement, foi levado a presença do poderoso Sam Phillips. Convencido por Clement e Phillips a mudar para a música country, com as gravações iniciais de Hey Porter e Cry Cry Cry (1955) estourou nas paradas de sucesso. Depois do enorme sucesso de Folsom Prison Blues, que alcançou a primeira colocação nas paradas (1956), tornou-se o primeiro artista da Sun Records a lançar um álbum completo (1957) e o cantor mais prolífico e mais lucrativo da gravadora na época. No ano seguinte deixou a Sun e foi para a Columbia Records, onde se tornou uma lenda country. Após o nascimento de seu primeiro e único filho homem, John Carter Cash (1969), estrelou seu próprio programa musical televisivo pela rede ABC (1969-1971). Aos 48 anos de idade, tornou-se o mais jovem indicado ao Hall da Fama da Música Country (1980). Nos anos seguintes começou a trabalhar como ator, principalmente em filmes televisivos, como em The Pride Of Jesse Hallam (1981) e em Murder In Coweta County (1983). Publicou seu único romance, Man in White (1986). Com a saúde começando a debilitar (1997), não deixou de gravar e fazer shows sempre que suas condições físicas permitia. Morreu aos 71 anos, segundo os médicos do Hospital Batista de Nashville, EUA, onde estava hospitalizado, vítima de uma complicação vascular causada por diabetes. Viúvo, que morreu no início do ano, aos 73 anos, seu último disco foi American Recordings IV (2002). Sua segunda esposa, June Carter Cash, faleceu de complicações decorrentes de uma cirurgia do coração em 15 de maio (2003), aos 73 anos de idade.

(1956) Million Dollar Quartet – Elvis Presley, Johnny Cash, Jerry Lee Lewis, Carl Perkins
Download

(1957) johnny cash – with his hot and blue guitar
Download

(1958) The Songs That Made Him Famous
Download

(1959) – greatest johnny cash
Download

(1959) – Hymns By Johnny Cash

(1959) – Songs of Our Soil
Download

(1959) Johnny Cash – the fabulous johnny cash
Download

(1960) Johnny Cash – Now There Was A Song
Download

(1960) Johnny Cash – Ride This Train
Download

(1960)johnny cash – sings hank williams
Download

(1961) – Now Here’s Johnny Cash
Download

(1962) – All Aboard The Blue Train
Download

(1962) – Hymns From The Heart
Download

(1962) – The Sound of Johnny Cash
Download

(1963) – the christmas spirit
Download

(1963) Johnny Cash – blood, sweat and tears
Download
(1963) jonny cash – ring of fire
Download

(1964) – johnny cash and carter family – keep on the sunny side
Download

(1964) – Original Sun Sound
Download

(1964) Johnny Cash – bitter tears – ballads of the american indian
Download

(1964) Johnny Cash – I Walk The Line
Download
(1964) johnny cash – live at newport
Download

(1965) Johnny Cash – Orange Blossom Special, Re-Issue
Download
(1965) Johnny Cash – Sings Ballads of the True West
Download

(1966) – Happiness is you
Download

(1966) – Mean As Hell
Download

(1966) Johnny Cash – everybody loves a nut
Download

(1967) – from sea to shining sea
Download

(1967) johnny cash & june carter – carryin’ on with johnny & june
Download

(1968) – Old Golden Throat
Download

(1968) – The Heart of Cash
Download

(1968) johnny cash – – the holy land
Download

(1968) Johnny Cash – At Folsom Prison
Download

(1969) – get rhythm
Download

(1969) – Nashville Sessions – Johnny Cash & Bob Dylan
Download

(1969) – San Quentin
Download

(1969) – story songs of the trains and rivers
Download

(1969) – This Is Johnny Cash
Download

(1969) Johnny Cash – At Madison Square Garden
Download

(1970) – the rough cut king of country music
Download
(1970) – the singing storyteller
Download
(1970) – I Walk The Line
Download

(1970) – showtime
Download

(1970) – sings i walk the line
Download
(1970) – sunday down south

Download

(1970) – the johnny cash show
Download

(1970) – the legend of johnny cash
Download

(1970) – the walls of a prison
Download

(1970) Johnny Cash – hello, i’m johnny cash
Download

(1970) johnny cash – the world of johnny cash
Download

(1971) – johnny cash – the man his world his music
Download

(1971) – Little Fauss And Big Halsy
Download

(1971) – man in black
Download

(1971) – Sing Hank Williams – Johnny Cash & Jerry Lee Lewis
Download

(1971) – understand your man
Download

(1972) – America
Download

(1972) – johnny cash – a thing called love
Download

(1972) – the johnny cash family christmas
Download

(1972) Johnny Cash – give my love to rose
Download

(1973) – Gospel Road
Download

(1973) – johnny cash – any old way that wind blows
Download

(1973) – johnny cash – sunday morning coming down
Download

(1973) – johnny cash and his woman
Download

(1974) – five feet high and rising
Download

(1974) – johnny cash – the junkie and the juicehead minus me
Download
(1974) Johnny Cash – ragged old flag
Download

(1975) – johnny cash – john r. cash
Download

(1975) – johnny cash sings precious memories
Download

(1975) – look at them beans
Download

(1975) – strawberry cake
Download

(1975) – the johnny cash children’s album
Download

(1976) – One Piece At A Time
Download

(1976) johnny cash – destination victoria station
Download

(1977) – johnny cash – the last gunfighter ballad
Download

(1977) – The Rambler Download
Download

(1978) – 20 Foot Tappin’ Greats
Download
Anúncios

James Taylor

…::: Sweet Baby James – 1970 :::…

Texto: 1001 albuns

Conhecido por baladas românticas e melosas de rádios tipo “vitrolão” de freqüência modulada, como Only a Dream In Rio (ainda mais aqui), James Taylor começou como músico clássico e, no auge da boemia do nova-iorquino Village dos anos 60, virou um roqueiro da pesada.

Formou uma banda – a Flying Machine que não desandou. Taylor começou a se afundar em seu primeiro contato com heroína. Quando a barra de fato piorou, ele decidiu mudar de ares: foi para Londres. Lá, conheceu o músico e produtor Peter Asher, através de contatos com ex-produtores seus. Asher era irmão da namorada de Paul McCartney (e parte do duo Peter And Gordon) e acreditou no trabalho do músico norte-americano. Quando os Beatles fundaram o seu próprio selo (a Apple), eles resolveram apostar em um artista não britânico. O disco, apesar de interessante, não vendeu bem.

A carreira desandou, ele teve uma recaída com drogas em fins de 1968, a Apple começou a fazer água junto com o ânimo do quarteto de Liverpool e James voltou para os Estados Unidos, fixando-se no cenário musical californiano. Ainda sofreu um grave acidente de moto, fraturando as duas mãos, fato que o fez permanecer recluso por vários meses. A maré de eventos funestos só iria mudar quando ele conseguiu um contrato novinho em folha com a Warner.

Contando com o auxílio de Asher, que também se mudara para a América, ele compôs Sweet Babe James, que seria as suas boas vindas ao universo do disco. O álbum deslanchou — ainda mais com o sucesso do single Fire And Rain, e a mudança do seu estilo musical, mais introspectivo e suave, com arranjos acústicos de extrema qualidade. A música-tema, uma berceuse, é uma triste canção que fala de um cara solitário, à margem do misantropismo, perdido no tempo, como lágrimas na chuva, tendo por companhia um cavalo pastando. “Verdes profundos e azuis/são asa cores que eu escolhi/você não vai me deixar triste em meus sonhos”).

O impacto foi tão grande que, junto com Sweet Baby James, foram exumados tanto o seu debut fonográfico quando os tapes que ele gravara com a Flying Machine e marcaria o seu estilo com a sua voz marcante e seu estilo ímpar de dedilhar o violão. Fire And Rain fala de sua experiência em clínicas de reabilitação para dependentes químicos e dos tempos em que ele procurava alguma saída para toda aquela ciranda de insucessos e frustrações que o cercava, é triste de doer — ainda mais quando ele fala e solidão, depressão e da perda de sua amiga mais próxima, Suzanne Schnerr.

A parceria com Danny Kortchmar rendeu uma seção acústica sublime, como no blues Oh Baby, Don’t You Loose Your Lip on Me e uma das versões mais bonitas do clássico do compositor americano Stephen Forster, Oh Suzannah, em forma de uma doce balada para ninar gente grande. Suite For 20 G é a que mais destoa do disco, por ser experimental (tem 3 seções, rápida-lenta-rápida), e mistura elementos de jazz e um naipe de metais. Consta que a idéia não é proposital.

Taylor precisava de uma última faixa para a mixagem final e lhe ocorreu que seria mais interessante se ele juntasse pedaços de três canções inacabadas — e o resultado foi surpreendente.

Sweet Baby James
Lo and Behold
Sunny Skies
Steamroller
Country Road
Oh, Susannah
Fire and Rain
Blossom
Anywhere Like Heaven
Oh Baby, Don’t You Loose Your Lip On Me
Suite For 20G

…::: Download :::…
(senha/password: lagrimapsicodelica)


(hotbird sat mp3@192)

CD 1:
01 – Hitchcock Railway
02 – Feelin Alright
03 – The Letter
04 – When The Night Comes
05 – N Oubliez Jamais
06 – Up Where We Belong
07 – You Are So Beautiful
08 – Summer In The City
09 – Come Together
10 – Just Pass It On
11 – Dont Give Up On Me
12 – Hymn For My Soul
13 – Band Intro

CD 2:
01 – Band Intro
02 – You Can Leave Your Hat On
03 – Unchain My Heart
04 – With A Little Help Of My Friends
05 – Delta Lady
06 – She Came In Through The Bathroom Window
07 – Cry Me A River
08 – Long As I Can See The Light

Download

Joelho de Porco

O Joelho de Porco é um dos grandes nomes do rock-humor brasileiro.

“Amadrinhado” pela cantora Aracy de Almeida e precursor do movimento punk no Brasil, o grupo paulistano surgiu em maio de 1972, quando tocaram no TUCA, em São Paulo, e era formado por: – Tico Terpins (violão,voz, guitarra base – ex-Os Baobás); – Gerson Tatini (baixista que tocou guitarra por alguns meses, em 1972); – Walter Baillot (guitarra solo – ex-Provos – substituto de Gerson Tatini, convidado pelo baixista Rodolfo Ayres Braga); – Próspero Albanese (bateria e vocais); – Conrado Assis Ruiz (guitarra, piano e vocais – ex-Mona); e, – Rodolfo Ayres Braga (baixo e vocais – ex-Terreno Baldio, ex-The Jet Black’s).

Com esta formação – em 1972 – gravaram o compacto simples “Se Você Vai de Xaxado, Eu Vou de Rock And Roll/Fly America”, produzido pelo ex-Mutantes Arnaldo Baptista. Dois anos depois, o Joelho lançou seu primeiro LP, “São Paulo 1554/Hoje”; um dos mais elogiados discos do pop da época, misturando rock pesado e referências tropicalistas em faixas como “Boeing 723897” e “Mardito Fiapo de Manga”.

Em 1976, entrou o vocalista (e, em seguida, ator) Ricardo Petraglia, que participou de alguns shows. Logo após, entra o cantor argentino Billy Bond, com quem a banda partiria para uma linha mais agressiva, próxima do punk rock que explodia naquela mesma época na Inglaterra.

Nesta fase, começa o desmanche da formação original da banda, com a saída dos músicos Conrado Assis Ruiz, Rodolfo Ayres Braga e Walter Baillot.

Em 1977, o Joelho gravou LP homônimo e, pouco tempo depois, encerrou suas atividades. Tico Terpins partiu para o mercado dos jingles publicitários, montando o estúdio Audio Patrulha.

Em 1983, Terpins – juntamente com Próspero Albanese e o cantor e compositor Zé Rodrix (ex-Sá, Rodrix e Guarabyra) – remontaram o Joelho, que voltou com o LP duplo “Saqueando a Cidade”, cujos sucessos são: “Vigilante Rodoviário”, “Vai Fundo” e “Funicoli, Funicolá” (versão roqueira da tradicional canção italiana).

Com o vocalista e fotógrafo David Drew Zingg, a banda ganhou o prêmio de melhor letra do Festival dos Festivais da TV Globo, em (1985), por “A Última Voz do Brasil”. Em 1988, o Joelho de Porco lançou o LP “18 Anos Sem Sucesso”, com repertório do pop americano pré-rock.

Em 1998, Tico Terpins morreu de enfarte.

Em 22 de maio de 2009, no início da madrugada de sexta-feira, o cantor e compositor Zé Rodrix morreu em São Paulo, aos 61 anos de idade. Conforme uma pessoa próxima, o músico havia saído com a mulher mas começou a se sentir mal e retornou para casa por volta de meia-noite. A família acionou uma filha do artista que é médica e que prestou os primeiros socorros ao pai. Ainda quando aguardava a chegada da ambulância para ser removido a um hospital, ele passou mal e faleceu. Zé Rodrix foi responsável por vários jingles de sucesso. No entanto, ficou imortalizado na MPB ao compor “Casa no Campo”, uma das grandes interpretações de Elis Regina e que embalou a geração bichogrilo setentista. Rodrix também foi integrante do grupo JOELHO DE PORCO, “precursor” do punk no Brasil.

Fonte?

Discografia


* Compacto(1973)


* São Paulo 1554/Hoje, (1976)


* Joelho de Porco, (1978)


* Saqueando a Cidade, (1983)


* 18 Anos Sem Sucesso, (1988)

Nostradamus – Judas Priest

Jericho

Postagem enviada por Renan Maronni do blog: Zeppelin Amarelo

O grupo surgiu com o nome de Churchill´s em 1965 em Tel Aviv, e lançou um álbum em 1968 intitulado apenas com o nome da banda. Após algumas mudanças de formação, passou a se chamar Jericho Jones, e, sob essa alcunha, soltou a bela bolacha “Junkies Monkeys & Donkeys” em 1971.

Já na Inglaterra, para onde haviam mudando um tempo antes, o grupo passou a se chamar apenas Jericho, e gravou essa pedrada lançada em 1972. O play é um desbunde pra quem curte hard rock setentista. “Jericho”, o disco, traz cinco faixas de um hard rock complexo, com longas passagens instrumentais e alguns toques de progressivo. A faixa de abertura, “Ethiopia”, é um proto-metal competente, mas os melhores momentos do trabalho estão em “Don´t You Let Me Down”, na ótima “Featherbed”, na sensacional “Justin and Nova” – que conta inclusive com um arranjo de cordas – e no encerramento, com “Kill Me With Your Love”.

Sem dúvida alguma, um dos melhores álbuns de hard rock lançados durante a década de setenta. Uma pena que o grupo não conseguiu uma projeção maior, mas o talento dos caras ficou eternizado em seus discos.


Jane

É uma banda de rock progressivo da Alemanha que fez parte do movimento Krautrock

Para aqueles que não conhecem, o som do Jane viaja entre rock progressivo, space rock e o hard rock setentista e é uma daquelas bandas que mesmo que reconheçamos influências de outras diversas bandas como, por exemplo, Eloy, Pink Floyd, Hawkwind e Deep Purple, faz um som com assinatura própria, sendo referência para muitas bandas, alemãs ou não, que surgiram depois deles. Durante toda a carreira as mudanças de formação foram muitas, com destaque para vários músicos, entre eles Klaus Hess (guitarras e vocais), Manfred Wieckzorke (teclados) e, principalmente, um dos fundadores e único que tocou em todos os discos, o baterista e vocalista Peter Panka. Estrearam com o aclamado ‘Together’ (essencial em qualquer coleção de prog) lançaram vários discos excelentes durante a década de 70; passaram por um período mais fraco nos anos 80 (aliás, como 99,99% das bandas de rock progressivo e afins) e na década de 90 só lançaram o disco ‘Resurrection’ e, mesmo assim, sob o nome Peter Panka’s Jane, numa primeira tentativa de reviver a banda. O século XXI foi mais generoso e vimos o Jane ressurgir com álbuns bem interessantes, que culminaram com o lançamento do ótimo ‘Voices’ em 2007, que prometia ser uma verdadeira retomada do melhor som que já haviam feito outrora. Infelizmente, em junho de 2007, Peter Panka faleceu e o futuro da banda agora é incerto, exceto pela possibilidade do lançamento de uma coletânea de raridades e de um DVD (com o provável nome de ‘PIntegranstesoenix’).

Banda incrivel, pra quem quer conhecer a banda, Indico o Together, que é considerado por muitos um classico do Rock progressivo.

Integrantes

Peter Panka – Vocal / Drums

Charly Maucher – Vocal / Baixo

Werner Nadolny – Teclado / Vocal

Klaus Walz – Guitarra / Vocal

Fritz Randow – Bateria na Tour de 2007

Arndt Schulz – Guitarra / Vocal na Tour de 2007

Wolfgang Krantz – Teclado desde 2008

Discografia
.
Together – 1972
.
Here We Are – 1973
.
Jane III – 1974
.
Fire, Water, Earth & Air – 1975
.
Lady Jane – 1975
.
Live…at home – 1976
.
.
Between Heaven And Hell – 1977
.
Age Of Madness – 1978
.
Sign No.9 – 1979
.
Beautiful Lady – 1986
.
Genuine – 2002
.
Live – 2002
.
Shine on – 2003
.
Voices – 2006
*Folder contains double sided/print ready artwork
Keel Auditorium – St. Louis, MO. 5/23/85
Disc One:
1. Intro/Interview
2. Out In The Cold
3. Locked In
4. Heading Out To The Highway
5. Metal Gods
6. Breaking The Law
7. Love Bites
8. Some Heads Are Gonna Roll
9. The Sentinel
10. Private Property
11. Desert Plains
12. Rock You All Around The World
13. Electric Eye
14. Turbo Lover
Download

Disc Two:
1. Freewheel Burning
2. Victim Of Changes
3. Green Manalishi
4. Living After Midnight
5. You’ve Got Another Thing Comin’
6. Hell Bent For Leather
Download

Tributo a Jeff Beck

V.A. (2007) Freeway Jam To Beck And Back (Tributo a Jeff Beck)
[Blues Rock]

Line-up:
Vinnie Colaiuta – Drums
Simon Phillips – Drums
Stu Hamm – Bass
Mitchel – Keyboards
Jeff Richman – Rhytm Guitar

Track list/Lead Guitar:
01. Freeway Jam (featuring Steve Morse)
02. Over Under Sideways Down (featuring John Scofield)
03. Beck’s Bolero (featuring Eric Johnson)
04. Led Boots (featuring Adam Rogers)
05. El Becko (featuring Jeff Richman)
06. Diamond Dust (featuring Mike Stern)
07. The Pump (featuring Warren Haynes)
08. Behind The Veil (featuring Chris Duarte)
09. Blue Wind (featuring Greg Howe)
10. Brush With The Blues (featuring Walter Trout)

Download

JT: The Christmas Album (2003)

Track List (CD) e Line Up:
1 – “Birthday Card at Christmas” (Ian Anderson) – 3:37
2 – “Holly Herald” (Instrumental medley arranged and developed by Anderson) – 4:16
3 – “A Christmas Song” (Anderson) – 2:47
4 – “Another Christmas Song” (Anderson) – 3:31
5 – “God Rest Ye Merry, Gentlemen” (Trad. arranged by Anderson) – 4:35
6 – “Jack Frost and the Hooded Crow” (Anderson) – 3:37
7 – “Last Man at the Party” (Anderson) – 4:48
8 – “Weathercock” (Anderson) – 4:17
9 – “Pavane” (Instrumental, G. Fauré, arranged and developed by Anderson) – 4:19
10 – “First Snow on Brooklyn” (Anderson) – 4:57
11 – “Greensleeved” (Trad. instrumental based on “Greensleeves”. Arranged and developed by Anderson) – 2:39
12 – “Fire at Midnight” (Anderson) – 2:26
13 – “We Five Kings” (Instrumental “We Three Kings”, Rev. J. Hopkins, arranged and developed by Anderson) – 3:16
14 – “Ring Out Solstice Bells” (Anderson) – 4:04
15 – “Bourée” (Instrumental J. S. Bach, arranged and developed by Anderson) – 4:25
16 – “A Winter Snowscape” (Instrumental, Martin Barre) – 4:57

Download