Som Imaginário foi uma banda brasileira formada no princípio da década de 70. Criada primeiramente para acompanhar o cantor Milton Nascimento no show “Milton Nascimento, ah, e o Som Imaginário”. Contou com a participação do músico Wagner Tiso antes de sua bem-sucedida carreira solo. O Frederyko (ou Fredera), que também é pintor, escultor e jornalista, era o guitarrista solo desta banda, um dos maiores guitarristas brasileiros e que hoje reside na cidade de Alfenas no sul de Minas Gerais.

O grupo passou por várias mudanças de formação e lançou no total três discos. Matança do Porco, provavelmente o mais progressivo, contou com os vocais de Milton Nascimento. Além deste artista, o Som Imaginário acompanhou em shows e gravações MPB-4, Taiguara, Marcos Valle, Gal Costa, Odair José, Carlinhos Vergueiro, Sueli Costa e Simone, dentre outros.

Integrantes

Wagner Tiso – Piano / Órgão
Tavito – Violão
Luiz Alves – Baixo
Robertinho Silva – Bateria
Frederyko (Fredera) – Guitarra

Zé Rodrix – Órgão / Percussão / Vocal e flauta
Disocgrafias
.
Som Imaginário – 1970
.
Som Imaginário – 1971
.
Matança do Porco – 1973
Anúncios